Aeroporto: Início da operação segue indefinido, mas obra avança

Apesar da indefinição sobre a data de início da operação no novo terminal do Aeroporto de Goiânia, as obras no local continuam no mesmo ritmo do mês de abril, quando foram retomadas. A reportagem do POPULAR sobrevoou o aeroporto e verificou que os serviços de terraplanagem e macrodrenagem estão avançados. A nova pista de taxiamento em “J” está sendo pavimentada. Esta será a ligação entre a pista principal, atualmente em uso, e o novo terminal de embarque.



No início do mês, o consórcio formado pelas empresas Odebrecht e Via Engenharia abriu novas vagas para operários na obra, o que seria uma demonstração de que a construção não sofreria com os ajustes econômicos do governo federal. A seleção dos funcionários se encerrou no último dia 22 com todas as vagas preenchidas e, atualmente, os novos contratados estão em período de ambientação para que estejam aptos a trabalhar na obra.

Hoje, o consórcio mantém 1,2 mil servidores entre contratos diretos e subcontratados. Em abril, segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), o consórcio realizou a parte operacional da obra de infraestrutura, com o início das escavações e terraplanagem e instalação do canteiro de obras. Já no mês seguinte, ainda pela Infraero, o cronograma previa para junho serviços de terraplanagem, macrodrenagem, travessias da pista de taxiamento e pavimentação da pista em “J”.

Terraplanagem

Na última quarta-feira, 24, a reportagem apurou que o cronograma vem sendo cumprido. A Infraero informa que os trabalhos de terraplanagem estão em andamento e estão sendo feitos testes de asfalto na pista de taxiamento. “Não será construída uma nova pista de pouso e decolagem. A pista que está sendo construída, paralela à pista de pouso existente, é uma pista de taxiamento nova, que permitirá às aeronaves acessarem o novo pátio de aeronaves”, alega, em nota.

Apesar de promessa, Infraero revê plano e mantém data limite

Ainda de acordo com a Infraero, a nova estrutura do Aeroporto de Goiânia deverá concentrar a maior parte das movimentações de passageiros. Até o final de maio, o novo terminal estava 94% finalizado.

Segundo o órgão, faltavam: a finalização das fundações e a instalação das pontes de embarque; a conclusão da obra do tanque de termoacumulação do sistema de ar condicionado, água potável e reuso; e a instalação e testes dos sistemas eletrônicos, elétricos, mecânicos e de equipamentos. No entanto, a maior parte destas etapas só será realizada com o andamento das obras de infraestrutura.

Assim mesmo, a Infraero informa que realiza a revisão de seu planejamento junto ao consórcio responsável pela obra. A questão é que, em visita a Goiânia em março, a presidente Dilma Rousseff (PT) havia estabelecido novembro como data limite para o início da operação, mesmo que o contrato tivesse validade até abril de 2016, de acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU).

AJUSTES

A estatal segue divulgando que abril é a data limite e que a revisão do planejamento se dá por ajustes no orçamento do governo federal, apesar de que os recursos para tocar a obra este ano e em 2016 já estão previstos. O cronograma está mantido mesmo com a Odebrecht sendo investigada na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, conforme publicou O POPULAR no último dia 23.

Fonte: O Popular via GoianiaBR

Comentários

Lucas RVD disse…
A Azul suspendeu, a partir de hj, os voos em Rio Verde (2512 e 2513). Os mesmos retornarão no dia 23 de julho.