terça-feira, 4 de novembro de 2014

Voos que alternam para Goiânia esperam até 02h30 por uma vaga no pátio

Desde o início de outubro, fortes chuvas atingem a região Centro-Oeste, o que causa o fechamento de vários aeroportos na região, o que torna o aeroporto de Goiânia um importante ponto estratégico para as aeronaves e companhias.

Por estar localizado no centro do país, o aeroporto Santa Genoveva se tornou uma alternativa imporatnte para os aeroportos de Brasília-DF, Caldas Novas-GO, Cuiabá-MT, Rio Verde-GO, Uberlândia-MG. Assim, com o início do período chuvoso, estes aeroportos fecham com frequência e assim, diversas aeronaves alternam para Goiânia, onde recebem apoio e estrutura para retornarem a sua operação normal.



Entretanto, devido a uma obra no pátio, onde o box 04 está interditado, o aeroporto Santa Genoveva está operando com apenas cinco posições para aeronaves da Avianca, Azul, GOL e TAM, além de duas para aeronave modelo ATR 72. Assim, quando um destes aeroportos fecham e os voos alternam, dependendo do volume do tráfego, alguns aviões demoram até duas horas e meia para desembarcar os passageiros ou reabastecer e partir para seu trilho normal.

Pela importância estratégica do aeroporto de Goiânia, um plano de emergência deveria ser traçado para que este tempo diminua, pois dentro das aeronaves a situação chega a ser crítica e por algumas vezes, os aviões ficam sem combustível devido ao longo tempo de espera, e tem de ser rebocados para o pátio.

Hoje, dia 04, o aeroporto de Brasília-DF fechou por duas vezes, uma pela manhã e outra a noite. Somando os dois períodos, pelo menos 12 voos alternaram para capital goiana. As aeronaves se posicionam pela taxiway alpha aguardando liberação de pátio, que às vezes estão livres, mas não podem ser utilizados, pois está reservado para os voos regulares que atendem a cidade de Goiânia.

Assim, todo alternado geram problemas para os passageiros, para as companhias, os funcionários e para Infraero. O órgão federal tem de atuar para mudar e melhorar a situação.

Nenhum comentário: