segunda-feira, 27 de abril de 2015

Obras complementares do aeroporto de Goiânia foram iniciadas

Desde a semana passada, as obras do pátio, pistas de taxiway e estacionamento de automóveis foram iniciadas, dando início assim, a uma nova etapa nas obras do novo terminal de passageiros do aeroporto de Goiânia.

É possível observar, durante o dia, diversos caminhões e máquinas realizando o trabalho de limpeza do mato que se apossou do terreno, além de serviços de terraplanagem. Conforme anunciado pela Infraero e o Governo Federal, pretendem inaugurar todo complexo aeroportuário em novembro de 2015, porém funcionando parcialmente. Pela previsão, apenas em março de 2016 que a obra estará 100% finalizada.


sexta-feira, 17 de abril de 2015

Passaredo solicita novo voo entre Goiânia/GO e Brasília/DF

A Passaredo Linhas Aéreas solicitou à ANAC um novo voo entre Goiânia/GO e Brasília/DF para ser operado com o ATR 72 para 60 passageiros. Caso seja aprovado, esta nova operação na capital goiana será iniciada a partir do dia 01 de agosto.



O voo 2242 decola da capital federal às 10h43 da manhã e pousa em Goiânia/GO às 11h16. O retorno ocorre às 16h10 e pousa em Brasília/DF às 17h02. 

Pelo HOTRAN (horário de trânsito) a aeronave da Passaredo ficaria no solo do aeroporto Santa Genoveva por quase 05 horas. Possivelmente, deve haver alguma alteração na malha atual da empresa a partir da capital goiana, para assim utilizar melhor a aeronave deste voo.

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Azul amplia oferta de assentos em Rio Verde/GO

Durante dez dias, a Azul Linhas Aéreas vai ampliar a oferta de assentos nos voos entre Campinas/SP e Rio Verde/GO. A alteração na aeronave começou nesta quinta-feira (16), e com isso a empresa substituiu o ATR 42-500 para 48 lugares pelo ATR 72-500 para 68 passageiros, aumentando assim 20 assentos por trecho.

Com esta mudança, os atuais voos 2512/2513 foram modificados para 9204/9205. Esta alteração na malha para o interior goiano será válida até o dia 27/04.




terça-feira, 14 de abril de 2015

RIO opera voo em Goiânia com atraso

Na noite desta terça-feira (14), a RIO Linhas Aéreas realizou uma operação de carga em horário incomum em Goiânia devido a um problema na malha da empresa, na qual não pode realizar o voo madrugadão Guarulhos/SP-Goiânia/GO-Campo Grande/MS.

Com isso, a companhia deslocou o Boeing 727-200F, registrado como PR-IOF para cumprir o voo não realizado, e pousou na capital goiana por volta das 19h30LT. Após 40 minutos de operação decolou para capital sul mato-grossense, onde desembarcou a carga e logo retornou para Goiânia, para cumprir a operação normal da Rede Postal Noturna.


Prefeitura de Goiânia articula construção de dois viadutos para o novo terminal de passageiros

O prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, articula junto ao governo federal a construção de viaduto no trecho que liga a BR-153 à Alameda Aeroporto, no Jardim Guanabara, com o propósito de melhorar a fluidez do trânsito e facilitar o acesso ao novo Aeroporto Santa Genoveva, cujo funcionamento está previsto para o mês de novembro. A intervenção viária esteve na pauta de deliberações entre o chefe do Executivo, o ministro da Aviação, Eliseu Padilha, e o presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Gustavo do Vale, que estiveram na Capital na segunda-feira, 6, para avaliar o cumprimento das ações necessárias ao fim da obra. Paulo Garcia já havia discutido o assunto com a presidente da República, Dilma Rousseff.



“Conversei com a presidente Dilma na última visita dela a Goiânia (no dia 19 de março), e ela nos autorizou a negociar com a concessionária que detém a concessão das BR’s 060 e 153, a Triunfo Concebra, que haverá de executar o acesso de saída do novo terminal através da BR-153″, explica o prefeito da Capital. A obra, segundo, ele, será absorvida dentro do contrato de concessão. O projeto apresentado por Paulo Garcia ao ministro prevê que a Triunfo Concebra construa dois viadutos, cada um deles com 60 metros de cumprimento por 8,5 metros de largura; e quatro quilômetros de vias marginais entre os trevos do Jardim Guanabara e do Conjunto Caiçara. A estimativa é de que as obras custem R$ 18 milhões e sejam concluídas em seis meses, tempo hábil para que sejam entregues junto ao novo aeroporto.

“É um viaduto que vai permitir o acesso pela BR sem que ocorra interrupção no fluxo dessa importante via arterial para o transporte na região Centro-Oeste. Uma obra muito rápida porque é uma estrutura pré-moldada e a empresa já está com o projeto executivo em fase terminal”, diz Paulo Garcia. De acordo com o prefeito, Eliseu Padilha se dispôs a intermediar a autorização para a obra junto ao ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, e ao diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Luiz Macedo Bastos.

“Se o ministro autorizar nos próximos dias e se a obra for iniciada neste momento, nós teremos todo o complexo pronto: o complexo aeroportuário, a infraestrutura e o acesso através da BR, o que vai facilitar muito para todos nós, dos que vêm da região Sul do Estado, da região da cidade de Goiânia e daqueles que virão de Anápolis e Brasília, da região Norte do Estado. Todos entrarão, sem cruzar a BR, com acesso direto ao novo terminal”, defende Paulo Garcia.

Fonte: DM via GoianiaBR