quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Aeroporto de Brasília-DF e de Goiânia fecham por causa de tempestade

A tarde desta quarta-feira (28) foi anormal para o aeroporto de Goiânia devido a tempestade que atingiu Brasília-DF e a capital de Goiás. No meio da tarde, o aeroporto Juscelino Kubitschek fechou devido a uma tempestade que atingiu a cidade, e obrigou o voo da GOL 1867 entre Salvador-BA e a capital federal, alternar para o aeroporto Santa Genoveva. Em Goiânia, a aeronave reabasteceu e retornou para Brasília-DF.



Por volta das 17h, uma tempestade desabou sobre o aeroporto da capital goiana, o que deixou o campo fechado por aproximadamente 20 minutos. Esta chuva, atrasou o embarque da GOL e a decolagem do Fokker 100 da Avianca. Logo após o fim da chuva, um Airbus da TAM e um Embraer da Azul pousou no Santa Genoveva.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Azul solicitou a sexta frequência entre Goiânia e Campinas-SP

A Azul Linhas Aéreas solicitou mais um voo entre Goiânia e Campinas-SP para ser operado com o Embraer 195 para 118 passageiros. Caso seja aprovado, o novo voo sera operado a partir do dia 01 de julho e esta será a sexta frequência (durante a semana) entre os dois destinos.



O voo 4204 decola do aeroporto de Viracopos às 06h37 e pousa na capital goiana às 08h07. Após trinta minutos de solo, decola como 4205 para Campinas-SP, onde tem o pouso previsto para as 09h56. 

Depois de cancelar voos para Rio de Janeiro, Guarulhos, Ribeirão Preto e Uberlândia, a Azul volta a incrementar sua participação no aeroporto de Goiânia. Com este novo voo, em julho, a companhia vai operar 17 voos na capital goiana.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

ATA Brasil em Goiânia

Em meados de 2001, surgiu com base em Fortaleza-CE a Atlântico Linhas Aéreas que adotava o nome comercial de ATA Brasil. Em 2004, a companhia ganhou a licitação do ECT (Empresa de Correios e Telégrafos), e iniciou operação de um Boeing 727-200 (727-224/Adv(F)), registrado como PR-GMA, que estava destinado a rota Goiânia - SP-Guarulhos - Goiânia. 

A ATA Brasil paralisou sua operação em 2008, e desde então o 727 ficou estacionado no aeroporto de Goiânia. Inicialmente, ficou muito tempo próximo ao boxe 06, posteriormente foi rebocado para o boxe 1B e hoje, está jogado no terreno ao lado da SETE Taxi Aéreo.

Confira os registros feito da aeronave em 2010.



quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Chuva e rajada de vento obrigam voos de Brasília-DF alternarem para Goiânia

No início da noite desta quinta-feira (22), a forte chuva misturada com rajadas de vento fechou o aeroporto Juscelino Kubitschek em Brasília-DF para pousos, e fez com que cinco voos alternassem o aeroporto de Goiânia para reabastecimento.

Por causa da precária infraestrutura do aeroporto de Goiânia e o sequenciamento de tráfego para capital federal, que reteram três voos no pátio, impedindo o uso dos boxes de parada, as aeronaves da Avianca (3), Azul (1), e TAM (1), tiveram de aguardar por mais de uma hora para desembarcar os passageiros e reabastecer os aviões.

Somente às 19h40 as decolagens de Goiânia para Brasília-DF foram autorizadas, e assim os voos alternados foram atendidos pela equipe de solo.

Este tipo de evento é comum, e normalmente o pátio do aeroporto Santa Genoveva fica bastante congestionado por causa dos voos alternados. O recorde até hoje foi de 15 aeronaves desviadas da capital federal para o aeroporto de Goiânia.



SETE tem intenção de voar para Catalão-GO em 2015

A Prefeitura de Catalão-GO, cidade localizada a 260 km da capital no sudeste goiano, se reuniu no fim de 2014 com a diretoria da SETE Linhas Aéreas para pleitear a operação de voos comerciais na cidade goiana.



O encontro ocorreu na cidade de Catalão-GO, e contou com a participação de várias empresas que possuem sede na cidade como Mitsubish, Anglo American, John Deere, e dentre outras. A SETE, representada pelo vice-presidente Eriston Ricardo, anunciou que pretende iniciar voos em Catalão-GO até Abril de 2015 e as possíveis rotas serão entre o interior goiano e São Paulo-SP, além de um voo para Goiânia-GO.

O objetivo de SETE é possibilitar que os passageiros de Catalão-GO tenham rápida conexão com o norte do país, via Goiânia. Além de, em poucas horas de voo, estar no principal centro econômico do país, São Paulo-SP. A aeronave a ser utilizada nas rotas para o sudeste goiano será o Embraer 120 para 30 passageiros. Inicialmente, as rotas deverão ser operadas com três frequências semanais. O GYN Online acompanha a situação de perto e vamos esperar a solicitação do HOTRAN.